CADASTRE-SE

Tese de Doutorado - Exame TEAP

 

 

O Exame TEAP - Test of English for Academic Purposes foi tema da tese
de doutorado i
ntitulada "Exame de Proficiência em Leitura de Textos Acadêmicos
em Inglês: Um Estudo Sobre Efeito Retroativo", d
efendida em 2004, de autoria
do prof. Dr. Hélcio Lanzoni, diretor da TESE Prime.

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Exame de Proficiência em Leitura de Textos Acadêmicos em Inglês: Um Estudo sobre Efeito Retroativo

 

RESUMO

            O presente trabalho, fruto de uma investigação de cunho quantitativo e qualitativo, visa investigar o efeito retroativo de um exame de proficiência em leitura de textos acadêmicos em inglês, TEAP - Test of English for Academic Purposes, em candidatos a programas de mestrado em uma renomada universidade pública. Efeito retroativo pode ser entendido como a influência que a avaliação em geral exerce no ensino/aprendizagem, assim como nas atitudes de alunos e professores. Os departamentos de onde são oriundos os sujeitos deste estudo conferiram ao citado exame o status de pré-requisito para participação no processo seletivo, tornando-o, assim, um exame de alta relevância.     Um dos objetivos deste estudo é determinar se o exame causa efeito retroativo e as características daqueles que são mais afetados e daqueles que são menos afetados pelo exame. Procura-se compreender também como o efeito retroativo pode ser caracterizado com relação à variação de tipo e intensidade. A análise quantitativa deste trabalho é efetuada a partir de um corpus de noventa sujeitos, sobre os quais foram obtidos dados empíricos através de questionários e análise dos exames prestados. A seção qualitativa desta investigação analisou detalhadamente três sujeitos que prestaram o exame TEAP mais de uma vez antes de obterem a pontuação mínima requerida pelos departamentos. Através da análise dos dados quantitativos e qualitativos foi possível  constatarmos que o exame afetou a maioria dos candidatos, mas não todos e nem da mesma forma e intensidade. Através deste estudo foi possível concluirmos que o TEAP causa efeito retroativo principalmente naqueles que possuem níveis de proficiência lingüística em inglês mais baixos e que geralmente conferem alta relevância ao exame. Os sujeitos com níveis de proficiência mais elevados foram os menos afetados pelo exame. Todavia, o exame afetou os sujeitos não apenas de uma forma positiva ou negativa mas também de uma forma positiva e negativa, o que demonstra a complexidade do conceito de efeito retroativo.